A pessoa que necessita de cuidados em saúde normalmente se encontra fragilizada, receosa e insegura. O atendimento não deve focar apenas em resolver a sua queixa, deve acolhê-lo como um todo, cuidando da sua saúde e do seu psicológico. Isso é humanizar o atendimento, é receber aquele paciente da forma menos mecânica e automática possível, respeitando sua singularidade e fazendo com que sua experiência seja confortável e apropriada.


O atendimento humanizado prioriza o bem-estar do paciente durante toda sua passagem pelo estabelecimento de saúde, desde a conversa com os atendentes até a consulta. O objetivo dos profissionais é criar vínculo afetivo com o paciente e, quando for o caso, com seus familiares para que eles se sintam acolhidos através da escuta, respeito e compreensão. Assim, a equipe de saúde deve oferecer a atenção necessária a condição de saúde que motivou o atendimento e também ao indivíduo e suas necessidades.


Esta forma de atendimento não influencia só a experiência do paciente e seus familiares, mas também de todos os envolvidos, pois a humanização deve ocorrer em âmbito institucional, com um ambiente de trabalho agradável, baseado em comunicação, transparência e respeito. Para isso, deve ocorrer a capacitação dos profissionais e o trabalho em equipe deve ser estimulado. Dessa forma, cria-se uma relação de confiança, o que aumenta a produtividade, reduz a rotatividade dos profissionais e influencia a forma como o atendimento aos pacientes é realizada.


Uma conduta individualizada deve se basear na empatia, no qual o profissional deve ter a capacidade de se colocar no lugar do paciente e compreender a situação para entender o que aquela pessoa está pensando, quais seus medos e quais cuidados são necessários no momento. Durante as consultas, a atenção do médico deve estar totalmente voltada ao paciente, sem colocá-lo na condição de ouvinte. A individualidade do paciente deve sempre ser respeitada, como suas crenças e ideologias.


A compreensão do estado emocional do paciente e de seus acompanhantes deve ser considerada durante todo o tratamento, pois assim, o paciente se sentirá valorizado e verá que tem apoio para solucionar sua condição. Além disso, o atendimento humanizado tem como objetivo minimizar o sofrimento, trazer tranquilidade e garantir que o paciente entenda a sua condição e todos os procedimentos aos quais ele é submetido. O sorriso, olhar afetuoso, fala gentil e a escuta atenciosa na interação com o paciente trazem confiança e satisfação, e com isso, ele desfruta de um serviço de qualidade e a instituição é recompensada com uma imagem positiva, tornando-se referência no atendimento humanizado.


Em um momento tão conturbado quanto este que vivemos, o atendimento humanizado passou a ser ainda mais importante. Quando o tratamento é focado nas reais necessidades, ele pode auxiliar na recuperação e na cura do paciente. O respeito às questões pessoais, religiosas e psicológicas é fundamental para a manutenção da saúde mental, fortalecendo o estado de saúde como um todo e possibilitando que o paciente responda melhor aos tratamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *